segunda-feira, 9 de maio de 2011

Carência de Anjos


Os anjos caem do céu
Como a tempestade que desaba
Como gotas de chuva na minha janela
Que não  tocam o chão
Sobrevoam feito nuvens negras acima do meu telhado
   
Respiro como uma grande dificuldade de ar,
Querendo que as pessoas se importem
Respirar... Soltar para fora o ar preso em meu peito,
Querendo gritar...
Quase posso sufocar
   
Passo a vida tentando descobrir o que me falta
Da fé que a carência me tira
Eu preciso mais que uma companhia
Mas os meus anjos caíram
Eles não podem nos sentir, tocar, e amar como tais...

Anjos voando em volta de mim
Mas não pisam no chão
Como se tivesse medo de tocar-me
Eles passam pela minha janela
Esbarram por mim na rua
Mal conseguem me cumprimentar
   
Eu sinto falta daquilo que não tenho,
De tudo que sufoca minhas emoções...
De conversa sem interesses, de risos desmotivados
... abraços apertados...
Eu sei que não sou a única que se sente assim
Somos tão carêntes...

À noite, quando me deito
E aperto meu travesseiro
Eu sonho de vocês
Eu deixo vocês serem meus anjos
Eu durmo em paz...
Pois anjos caídos não voam mais.
   

3 comentários:

  1. Anjos caídos são presentes que Deus
    Coloca no nosso caminho
    Presentes em forma de amigos

    Que nos entenda, que nos proteja
    Que mesmo sem dizer uma palavra
    Compreende totalmente nosso silêncio.

    E alguns desses anjos, se tornam imprescindíveis no nosso dia a dia
    Tornam-se irmãos, tornam-se parte um do outro.

    Lindo post Sil!
    Estou mega orgulhosa de vc!

    Beijão

    ResponderExcluir
  2. Sem palavras suficientes para dizer o quanto eu gostei da maravilha das palavras. Lindo! Muito bom! Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. O poema muito, muito lindo mesmo.Beijos

    ResponderExcluir

Comente aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...